Rvt – Conheça Kengoro, o robô humanoide que refrigera o corpo com suor


Quanto tempo você demora para começar a suar depois que pisa na academia? Uma sessão de 20 minutos que seja, dependendo da intensidade do exercício, pode ser suficiente para encharcar a camisa. Para Kengoro, robô criado por um pesquisador da Universidade de Tóquio, funciona mais ou menos do mesmo jeito: para que os músculos metálicos não esquentem demais, a máquina é capaz de refrigerar o “corpo” com suor — o que prolonga o treinamento até que as pernas parem por falta de energia.

De acordo com o estudo, publicado no jornal Science Robotics, as medidas de Kengoro se equivalem às de um adolescente, considerando a proporção do corpo, músculos e “esqueleto”. Sua constituição, menos rígida que a de outras máquinas humanoides, faz com que o corpo se comporte de forma natural, próxima à humana. O resultado é essa veia fitness do robô, que permite que ele se estique todo, faça flexões de braço e até mesmo abdominais.

Veja também

  • TecnologiaRobôs poderão substituir professores em breve20 set 2017 – 19h09

O segredo da flexibilidade está na configuração esquelética-muscular do androide, que conta com 116 “atuadores” nas juntas para simular a contração dos músculos humanos. A espinha segmentada deixa que o robô se curve, seus músculos artificiais são fortes o suficiente para que ele fique na ponta dos pés, e seus braços são ágeis o bastante para acertar até raquetadas de badminton. Para funcionar, a máquina conta com uma dupla de baterias nas pernas, que garantem até 20 minutos de exercício contínuo.

Feito de um alumínio poroso especial, Kengoro possui ainda com um sistema de circulatório que o permite, literalmente, suar a camisa. O calor gerado por seus motores, em contato com a água líquida que circula dentro do corpo do atleta androide, pode escapar, assim, na forma de vapor — impedindo que a máquina entre em colapso e pare os exercícios antes da hora.

Você pode ter uma amostra do potencial atlético de Kengoro, o robô maromba, no vídeo a seguir.

Comentar