Estudo diz que Apple não repassa definições de malware a antivírus de terceiros

Um especialista de segurança em Mac, Patrick Wardle, descobriu que apenas dois provedores de antivírus são capazes de identificar malwares inclusos em um arquivo chamado Meeting_Agenda.zip, descoberto há quatro meses: Kaspersky e ZoneAlarm.

Ao inspecionar o documento e buscar por arquivos relacionados, Wardle ainda descobriu mais quatro, sendo três deles não identificados por nenhuma plataforma, o que significa que a companhia não está compartilhando dados com programas de terceiros de acordo com as regras do setor.

O sistema operacional do Mac conta com as suas próprias defesas de malware desde 2009, quando chegou a atualização Snow Leopard, mas o fornecimento de definições a terceiros causaria o aumento das chances de identificar e “matar” códigos relacionados, consequentemente reduzindo a sua disseminação.

O malware está neutralizado, pois mesmo que um Mac esteja infectado, os servidores que os softwares estão tentando contatar não estão mais online.

Veja a matéria completa Canaltech



Os comentários estão desativados.