Facebook condenado a indenizar vítima de perfil falso



Já há algum tempo, usuários do Facebook de diversos estados do país vêm se voltando contra a empresa de Mark Zuckerberg em busca de indenização, haja vista a postura da rede social frente aos perfis falsos.

Todas as decisões têm um ponto em comum: a inércia do Facebook diante do formal requerimento da vítima para que o perfil falso publicado em seu nome seja removido do site.

Os casos são os mais variados, abrangem desde a pornografia de vingança, na qual ocorre a divulgação não autorizada de fotografias e vídeos com conteúdo erótico, passando por perfis que buscam denegrir a imagem de políticos ou candidatos a cargos públicos, bullying em ambiente escolar, brigas de vizinhos e até mesmo concorrência no mundo dos negócios, onde o perfil de uma empresa é clonado para que críticas de falsos clientes acabem por macular a reputação do estabelecimento vítima, favorecendo o concorrente responsável pela criação do fake.

Importante que se saiba que via de regra o Facebook não exerce controle editorial sobre o conteúdo publicado por seus usuários. No entanto, se formalmente notificado a respeito de determinada publicação que esteja prejudicando alguém, obriga-se a agir, verificando a situação e, se necessário, providenciando a remoção da postagem lesiva ao direito da vítima.

Mantendo-se inerte ou demorando a acatar a solicitação da vítima, o que infelizmente já ocorreu em muitos casos Brasil afora, o Facebook autoriza que a Justiça venha a condená-lo a indenizar os usuários prejudicados por danos morais e materiais. Os danos morais fixados nas decisões que verificamos variam de R$ 10.000,00 a R$ 30.000,00.

Recente pesquisa que fizemos junto às bases de dados de diversos tribunais estaduais demonstram que as decisões de Primeira Instância condenando o Facebook vêm sendo confirmadas pelos Tribunais de Justiça, que ratificam o dever da rede social de zelar pelo que seus usuários publicam, quando instada a coibir ofensas e falsas postagens.

Finalizando, seguem três valiosas dicas que podem lhe ser úteis se você vier a ser vítima de um perfil falso:

  1. Faça a denúncia da postagem falsa ou ofensiva através da própria ferramenta disponibilizada pela rede social.
  2. Se sua denúncia não surtir efeito, formalize a ocorrência através de notificação enviada com aviso de recebimento.
  3. Persistindo a inércia do Facebook, não deixe de buscar seus direitos perante o Poder Judiciário. Você pode optar por cuidar do assunto sem a assistência de um advogado, dirigindo-se ao Juizado Especial Cível, popularmente conhecido como Pequenas Causas, desde que seu pedido seja limitado a 20 salários mínimos.




Veja a matéria completa Canaltech

Comentar com o Facebook



Os comentários estão desativados.