O Twitter lança 'ocultar respostas' para permitir que você dobre discussões tóxicas


  

O Twitter anunciou hoje que está dando às pessoas mais controle sobre as conversas iniciadas com um novo recurso que permite ocultar respostas. A empresa está testando o recurso no Canadá e agora também está lançando nos EUA e no Japão. A medida é parte de um esforço conjunto que a gigante da tecnologia está fazendo para impedir a disseminação do ódio e do vitríolo on-line.

Anteriormente, os usuários só podiam gerenciar sua experiência individual de uma conversa silenciando determinadas palavras-chave para que não aparecessem mais nas notificações ou bloqueando completamente usuários específicos. Eles não podiam mudar a maneira como os outros se engajavam no debate, o que se mostrou problemático quando discussões animadas inevitavelmente começaram a derreter.

Agora, a pessoa que twittou o comentário original decide quais respostas permanecem e quais estão ocultas de outros usuários. Clicar no menu à direita de um tweet exibe o conjunto de opções normais (ocultar, silenciar, seguir) com "Ocultar resposta" agora adicionado à lista. Uma vez selecionada, a resposta ficará oculta para outros usuários, embora eles ainda possam vê-la clicando em um ícone que exibe todos os tweets ocultos, desde que sejam corajosos o suficiente para navegar.

O Twitter anunciou o recurso pela primeira vez em fevereiro e começou a testá-lo no início de julho. "Vimos que era mais provável que as pessoas reconsiderassem suas interações quando seus tuítes estavam ocultos", escreveu a empresa em uma nova postagem no blog hoje.

Enquanto a empresa caminha entre a liberdade de expressão e as discussões civis, o recurso ainda pode ser controverso. Embora as pessoas possam, teoricamente, ver respostas ocultas, elas permitem adaptar debates on-line, ocultando pontos de vista opostos ou correções de informações erradas.

Mas o Twitter está disposto a arriscar que, a fim de reconquistar sua reputação como um lugar onde conversas saudáveis ​​e ativismo como a Primavera Árabe, #BlackLivesMatter e #MeToo possam prosperar, sem teorias de conspiração e assédio. Em um anúncio sobre o lançamento do recurso no Canadá o Twitter disse:

Todos os dias, as pessoas iniciam conversas importantes no Twitter, desde #MeToo e #BlackLivesMatter, até discussões sobre #NBAFinals ou seus programas de televisão favoritos. Essas conversas reúnem as pessoas para debater, aprender e rir. Dito isto, sabemos que respostas perturbadoras, irrelevantes e ofensivas podem prejudicar as discussões que as pessoas desejam ter.

Por fim, o sucesso das 'respostas ocultas' dependerá de como as pessoas o usam, mas pode significar conversas mais amigáveis ​​- e mais filtradas -.



Source link



Os comentários estão desativados.