Violação de dados do Wawa mini mart: todas as 700 lojas podem ter vazado informações do cartão de crédito


  

Se você usou seu cartão de crédito ou débito para comprar gasolina ou pagar lanches em qualquer loja de conveniência Wawa, a qualquer momento nos últimos nove meses, as informações do seu cartão podem ter sido danificadas por malware. A cadeia de lojas de conveniência e gás da Filadélfia diz que descobriu o malware em seus servidores de processamento de pagamentos em 10 de dezembro, mas levou um bom tempo para a empresa perceber – o malware pode ter afetado todos os 700 locais em cinco estados desde março.

Números de cartão de crédito e cartão de débito, datas de validade e nomes de clientes nos cartões usados ​​nos registros da loja e nas bombas de gasolina estavam entre os dados afetados, diz a empresa. O anúncio e a FAQ da empresa não começam a sugerir como o malware chegou lá ou quem poderia estar tentando obter as informações de pagamento dos clientes, mas a empresa diz que tem uma empresa forense investigando a violação e está trabalhando com autoridades em uma investigação criminal sobre o assunto.

De acordo com o presidente e CEO da Wawa, Chris Gheysens, o malware foi tratado em 12 de dezembro, por isso é seguro passar ou inserir seus cartões agora, e é possível que os criminosos não tenham todas as informações de que precisam: números PIN e CVV2 não foram afetados, afirma a empresa, nem caixas eletrônicos nas lojas. Não está claro quantos clientes podem ter sido afetados, mas a Wawa possui lojas em Delaware, Pensilvânia, Nova Jersey, Maryland e Virgínia.

A Wawa diz que os clientes não devem ser responsáveis ​​por quaisquer cobranças não autorizadas em suas lojas e, como se tornou o par no curso das principais violações de dados de cartões, oferecerá monitoramento de crédito gratuito e proteção contra roubo de identidade para clientes cujas informações possam ter sido comprometida. Qualquer pessoa com perguntas pode ligar para sua linha direta dedicada pelo telefone 1-844-386-9559.



Source link



Os comentários estão desativados.