Zenfone continua no Brasil, afirma Marcel Campos



Em um vídeo publicado no YouTube na última quinta-feira (20), o Head Global de Operações de Marketing da ASUS, Marcel Campos, revelou novas informações sobre o futuro da linha Zenfone e também da companhia no mercado de smartphones.

Na publicação, o executivo relembra outros produtos de sucesso da Asus como as linhas independentes Selfie e Max, que costumam ter alta adesão do público. Ele cita a importância que o mercado brasileiro tem para a empresa e anuncia que o Zenfone continua no Brasil.

No início do mês, a Asus Brasil divulgou um aumento de 35% em vendas entre os períodos de janeiro a setembro de 2018 na comparação anual, além de alcançar o quarto lugar na lista de empresas que vendem smartphones Android no país, segundo dados do terceiro trimestre do ano da IDC.

A explicação veio, no entanto, após o CEO Jerry Shen anunciar que deixaria o cargo, que passa a ser ocupado por S.Y. Hsu e Samson Hu. A empresa anunciou em seu último resultado financeiro que prevê perda de US$ 190 milhões com a divisão de dispositivos móveis e que passaria a dar prioridade para aparelhos mais potentes, como o ROG Phone.

Sobre a linha Zenfone de smartphones, Marcel cita: “Estes produtos podem mudar, provavelmente, no futuro, – porque tudo pode mudar – a lição que a gente tem é: parar de desenvolver produtos que não levam o nosso DNA de qualidade e inovação”. Ele também confirma que, além da linha ROG, o Zenfone 6 está confirmado para algum momento depois do Mobile World Congress 2019.



Marcel Campos, executivo da Asus, desabafa em vídeo no YouTUbe (Imagem: Reprodução / YouTube)




O executivo também fala que a Asus não quer mais ouvir que copiou “X” ou “Y” em futuros lançamentos, por isso a empresa optou por não levar o Zenfone 6 para o MWC, que acontece em fevereiro, em Barcelona: “o melhor Zenfone já feito será o Zenfone 6”. Ele diz, também, que a equipe tem trabalhado duro no desenvolvimento do novo smartphone e que pretende continuar, “dando ou não dinheiro”, reforçando que o setor hoje é lucrativo.

Como informado, a Asus já vem trabalhando nessas mudanças há três meses. Não foram dados detalhes mais profundos sobre toda a lista de aparelhos, mas nos próximos anos alguns smartphones da empresa terão esse posicionamento:

  • Zenfone Max Pro M2: continuará em alguns países com vida útil estendida, mas um próximo modelo está descartado por enquanto;
  • Produtos mais básicos: sobre celulares considerados white label, mas com alterações de design em pontos específicos, a empresa encerrará o desenvolvimento.


A Asus também deve anunciar uma nova linha de notebooks no Brasil, dando a entender que terá fabricação local, assim como outros produtos da marca. Foi dito, ainda no vídeo, que a Asus deve lançar a maior quantidade de produtos no país em 2019, inclusive Zenfones.

“A linha Zenfone vai continuar existindo por muitos anos no Brasil”, disse, reforçando que o país terá novidades exclusivas que não devem chegar a outros países, com desenvolvimento e foco para o consumidor nacional.

Veja a matéria completa Canaltech

Comentar com o Facebook



Os comentários estão desativados.